Paranautas.com - ideias, acoes e debates em prol do grande Parana Clube

Semana Clássica

Pedro Brizolara

Publicado em: 28/03/2017 - 11:42

Semana de clássico na Vila Capanema é sinônimo de ansiedade. No entanto, mesmo cientes de que ganhar do atual 7º (sétimo) colocado do Estadual seja sempre uma delícia, e estejamos acostumados a isso na história recente (dos últimos 10 clássicos vencemos 5, eles apenas 3), vamos tranquilos para a partida, pois temos o melhor aproveitamento do campeonato, 1º lugar garantido com uma rodada de antecedência e sem pressão, já que uma hipotética e remota derrota em nada nos afetaria.

Prova disso é que no último jogo, vitória por 5x0 fora de casa, os jogadores que estavam pendurados deram aquela “forçadinha” para receber o terceiro amarelo e retornarão apenas na primeira partida das quartas de final, o que nos fará jogar contra o coirmão com um time reserva, ou, no máximo, misto.

Já o adversário, time que menos venceu entre os oito primeiros, com apenas 2 (duas) vitórias, contrariando seu discurso de que não dá importância ao Estadual, virá com o chamado time principal, desesperado para classificar, já que uma derrota, ou até mesmo um empate, poderão deixa-lo fora dos “playoffs”.

Assim, com esse contexto, o Tricolor deverá aproveitar a extrema necessidade dos rivais, em contraponto à nossa tranquilidade, além do fato de jogarmos em casa, diante da nossa torcida, local onde não perdemos sequer um jogo e sofremos apenas um gol em 2017, para aos poucos ir irritando, minando o adversário, e utilizar o tempo a nosso favor.

Com certeza o professor Wagner Lopes, como tem feito desde o início da temporada, saberá orientar nossos atletas muito bem para o embate, ciente da importância de mais uma vitória clássica para a torcida paranista.

Além de todos os fatores citados anteriormente, é necessário frisar que nós, torcedores, somos imprescindíveis na Vila Capanema, não só nesta quarta-feira como em todos os jogos em casa. Diretoria, elenco e comissão técnica estão trabalhando duro e em sintonia, como há anos não víamos, e é nosso papel prestigiá-los e apoiá-los, cientes de que assim seremos mais um fator responsável pelo sucesso do Tricolor em 2017.

Por isso, “bora” aproveitar a promoção de ingressos que vai até hoje à noite, garantir a entrada antecipada, chegar cedo amanhã, e, se tudo der certo, terminar o jogo sem voz, comemorando mais uma vitória clássica do Paraná Clube!

 

Saudações Tricolores!

Pedro Brizolara l Colunista da Paranautas às terças-feiras. Paranista, uruguaio, advogado e boleiro amador. Tricolor da Vila desde 1995, louco pelas três cores mais lindas do mundo, e honrado em fazer parte do maior (e melhor) portal sobre o Tricolor da Vila.

Twitter: @PedroBrizolara



LOJA OFICIAL

PARANAUTAS TV

CLASSIFICADOS PARANAUTAS

ENQUETE

Você manteria o Matheus Costa como técnico?

 

Processando...


Parcial
Enquetes Anteriores

ÚLTIMAS DO CLUBE NA IMPRENSA

GALERIA DE FOTOS

TÚNEL DO TEMPO - O QUE ACONTECEU NA HISTÓRIA DO CLUBE

03/11/1999 - Na partida de volta na Argentina, o San Lorenzo venceu por 2x1. Com o resultado, a partida foi para os pênaltis. Como o goleiro Marcos havia sido expulso aos 44 do 2° tempo, o centroavante Flávio foi para o gol, defendendo 3 penalidades máximas e garantindo a classificação para a próxima fase.

05/11/2000 - Na semifinal, diante do Remo, fora de casa, mais de 55 mil torcedores lotaram o Mangueirão. Vitória paranista por 2x1, gols de Flávio e Márcio.

09/11/1997 - Pela última rodada do Brasileirão, Paraná e São Paulo fazem jogaço e empatam por 4 a 4 no Morumbi.

12/11/1998 - O Paraná Clube vence a equipe do Flamengo (RJ) na última rodada do campeoanto brasileiro por 2 a 1 e permanece na 1ª divisão em 1999.

13/11/2000 - Primeira partida da final do módulo amarelo. Empate na Vila Capanema pelo placar de 1x1.

18/11/2000 - Paraná Clube é campeão da Série B, diante do São Caetano. Gols de André, Reinaldo e Fredson.

20/11/1996 - O Paraná Clube vence a equipe do Santos (SP) por 3 a 0 e o segundo gol paranista foi marcado pelo goleiro Régis, cobrando uma penalidade máxima.