Coluna Gustavo Wolski – Aguarde e Confie Torcedor

Gustavo Wolski Colunas Notícias 29 abril, 2022

AGUARDE E CONFIE TORCEDOR

Mais de 40 dias após a derrota para o União que culminou com nosso rebaixamento para a série Prata do estadual, finalmente estreamos na série D. Já foram duas rodadas, onde somamos apenas 2 pontos.

Na primeira rodada, quando arrancamos um empate contra o Oeste fora de casa, podemos considerar o resultado como satisfatório, levando em consideração mais uma trapalhada (para não chamar de burrice) da nossa diretoria, que não inscreveu os reforços que chegaram junto a CBF, o 0x0 com o catadão que foi feito entre remanescentes do paranaense permitiu que trouxéssemos 1 ponto de São Paulo. Já no último final de semana, em casa, contra o organizado time do São Bernardo, tivemos um elenco mais encorpado em campo, mas o resultado foi muito aquém das expectativas dos quase 5 mil tricolores presentes na Vila, pressionamos bastante, principalmente no primeiro tempo, mas depois de pelo menos 3 situações claras de gol onde a pontaria faltou para nossos homens de frente, terminamos com mais um empate, resultado amargo que acendeu o sinal amarelo na nossa comissão técnica, PRECISAMOS MELHORAR A FINALIZAÇÃO URGENTEMENTE.

Sei que eu assim como muitos, no início da temporada acreditou cegamente no time que foi montado, após duas rodadas do estadual, com uma derrota e uma vitória, estava confiante na evolução do grupo e preguei aqui mesmo nesta coluna que todos nós devíamos acreditar no trabalho que estava iniciando… NÃO DEU CERTO. Começamos praticamente do zero outra vez. Parece loucura e até burrice, (burrice igual ou maior que a dos nossos dirigentes que não conseguiram registrar jogadores no BID), mas cá estou eu novamente… NÃO PERCAMOS A CONFIANÇA… O time que foi a campo mostrou capacidade de evolução, estreias aconteceram e coisas melhoraram. O goleiro Felipe muito seguro quando foi acionado, zagueiro Dirceu compondo a defesa com Franklin equilibrou o sistema defensivo, meia Marcelinho, que com ritmo do jogo tem tudo para se tornar o cérebro do meio de campo e o atacante Carlos Henrique, maior destaque de todos para mim, joga como verdadeiro 9, atacante forte, que segura os zagueiros adversários atrás, faz o pivô com competência e se apresenta para o jogo.

Espero que eu não esteja errado mais uma vez… Confio que ainda daremos trabalho na sequência, aguarde e confie torcedor…

Por Gustavo Wolski

FOTO: Facebook Gralha Azul Paranista



Já baixou o app da Paranautas? Baixe agora e fique por dentro de todas as novidades do Tricolor e da Paranautas:

Disponível no Google Play


*Nota: O conteúdo postado neste espaço (colunas) é de responsabilidade exclusiva do autor, não necessariamente refletindo a opinião da Paranautas sobre os temas aqui abordados.